Os ataques informáticos e como nos devemos proteger

Ficar a par do que se passa no mundo. Comunicar com as pessoas de quem mais gostas. Comprar comodamente em questão de segundos. Contratar todo o tipo de serviços. E, claro, divertires-te. A Internet é tudo isto e mais, e o digital é um grande aliado no nosso dia a dia. Mas, infelizmente, também é espaço para os cibercriminosos, que o exploram para levar a cabo os seus ataques informáticos, nomeadamente com o intuito de roubar o teu dinheiro. De acordo com dados do relatório anual do Centro Nacional de Cibersegurança, em 2020 deu-se um aumento de 79% de ciberataques em Portugal. Este facto só demonstra uma coisa: precisas de proteger-te na rede, para continuares a tirar partido das suas muiiiitas vantagens, em segurança. 

Ataques informáticos: como nos proteger

3 Novembro 2022

Principais tipos de ataques informáticos

A confiança na segurança da Internet, de um modo geral, é muito elevada: comunicamos, fazemos compras, contratamos serviços, fazemos operações bancárias, desde simples consultas a transações. E está tudo bem, muitas das plataformas digitais, nomeadamente as bancárias, contam com sistemas de segurança muito robustos e em constante evolução. O problema surge quando os cibercrimimosos se fazem passar por essas plataformas digitais e tentam enganar os seus utilizadores. Neste artigo, vamos explicar-te e analisar algumas das suas principais técnicas de roubo: Phishing, Ransomware e Troiano. Conhece tudo neste artigo. É sempre possível protegeres-te, desde que estejas bem informado e atento.

Ataque informático 1: Phishing

O seu funcionamento é muito simples: os delinquentes recriam um site de confiança, mas que é falso, enviam-te uma mensagem - por email, SMS ou WhatsApp - normalmente alarmante e exigindo ação urgente, com um link de acesso a essa página fake (falsa) e tu, acreditando que estás numa plataforma ou página legítima, introduzes os teus dados de acesso – como Utilizador, Palavra-passe ou Códigos de segurança. Agora os delinquentes já têm a informação que necessitam para roubar a tua conta. E avisamos já que cada dia são melhores na recriação: tanto as mensagens como os sites parecem muito autênticos. Por isso, podes ser facilmente enganado, se não te mantiveres sempre atento.

Segurança informática frente ao Phishing

Muitas das mensagens de Phishing contêm frases como “o seu cartão foi bloqueado” ou “foi detetado um problema de segurança na sua conta” ou ainda “a associação do seu telemóvel expirou” e normalmente terminam com frases deste género “clique aqui para desbloquear”., “clique para confirmar”, “aceda a este link para atualizar”. Recorda:

  • O WiZink, nunca pede os teus dados de acesso, como palavras-passe e códigos de segurança ou autorização, por email, SMS, WhatsApp ou chamada telefónica. Se recebes uma comunicação assim, não hesites em ligar ao WiZink para esclarecer as tuas dúvidas. É muito importante que não atues impulsivamente.
  • Para teres a certeza que estás nos canais digitais do WiZink:
    • Entra no WiZink Online através do site, digitando sempre www.wizink.pt e acedendo em Login.
    • Acede à App WiZink instalada no teu telemóvel através das stores oficiais. Se tiveres dúvidas sobre a autenticidade da App que estás a instalar, na store, consulta “Acerca da App” e confirma a data de lançamento. A App WiZink foi lançada em 2019. As datas de atualização mudam, mas a de lançamento mantém-se.

Vê este vídeo sobre Phishing, e as suas variantes como o Smishing e o Vishing, que criámos para ti.

Ataque informático 2: Ransomware

O Ransomware é outro dos ataques informáticos mais frequentes. É um software que “sequestra” alguns dados do teu computador, bloqueando-os apenas a eles ou a todo o equipamento. De seguida, pedem-te um resgaste económico em troca de poderes recuperar os teus dados. Isto acontece porque realizaste alguma ação concreta que ativou o download/instalação desse software, pode ter sido: o clique num link, a abertura de um email ou a visita a um determinado site.

Segurança informática frente ao Ransomware

O mais importante para te protegeres deste tipo de ataque é não abrires comunicações que te parecem suspeitas. Os cibercriminosos desenham comunicações bastante convincentes, por isso é preciso estares muiiiiiito atento. Se receberes alguma comunicação em nome do WiZink que te pareça suspeita e te deixe na dúvida que realmente é nossa, não cliques em links, não reencaminhes e contacta-nos ou envia a comunicação suspeita para alertasseguranca@wizink.pt.

Ah, e claro, para além de estares atento aconselhamos-te a que tenhas um bom antivírus instalado. Isto pode fazer toda a diferença neste tipo de ataque informático, alertando ou impedindo a instalação deste tipo de software criminoso.

Ataque informático 3: Troiano

Os ataques Troianos funcionam de maneira muito similar ao Ransomware: tu tens que realizar alguma ação para que se inicie o download/instalação do programa que está por detrás deste tipo de ataque. A diferença relativamente ao ataque informático anterior é que aqui os cibercriminosos não se apropriam dos teus dados, simplesmente os utilizam sem que te dês conta. Estão aí, dentro do teu dispositivo, como por exemplo o teu computador ou telefone.

Segurança informática frente ao Troiano

A maneira mais efetiva de te protegeres dos ataques Troianos, vírus e restantes programas informáticos desenvolvidos pelos delinquentes (malware) é teres uma consciência antifraude. Em vez de usares os canais digitais e navegares pela internet como se fossem meios inofensivos, deves fazê-lo sempre com precaução e confiando unicamente em sites, plataformas, aplicações e comunicações, seguros, oficiais e legítimos de empresas da tua confiança. Sempre que tiveres dúvidas, investiga um pouco antes de realizares qualquer movimento. E, como referimos anteriormente, ter um antivírus atualizado pode fazer toda a diferença.

Atuar frente a um ataque cibernético

No WiZink, estamos conscientes da existência de cibercriminosos cada vez mais sofisticados e, por isso, construímos sistemas robustos e temos uma equipa que trabalha em permanência para garantir a segurança dos teus dados. Mas é importante que estejamos cientes, enquanto consumidores e utilizadores do digital que, em primeiro lugar, o responsável pela segurança dos nossos dados somos nós próprios, cada um de nós. Cada consumidor é responsável por manter os seus dados confidenciais - como dados de acesso, palavras-passe, PIN e CVV dos cartões, códigos de segurança, autenticação ou autorização - seguros e não os partilhar com terceiros. E não é demais lembrar, o WiZink, nunca pede os teus dados confidenciais por email, SMS, WhatsApp ou chamada telefónica. Estas recomendações devem também ser relembradas quando compras online qualquer tipo de produto ou serviço.

a telefónica.

Apesar de todos os alertas e cuidados, caso tenhas sido vítima de um ataque cibernético e penses que os teus dados confidenciais estão em risco ou suspeites ter sido vítima de fraude:

  1. Verifica os movimentos do teu cartão / conta-cartão na App WiZink ou WiZink Online (em www.wizink.pt, Login).
  2. Se não reconheces alguma(s) transação(ões), acede ao menu Segurança / opção que refere “ROUBO” e segue os passos.
  3. Liga-nos logo que possível, através de qualquer dos Contactos publicados neste site.

No WiZink, trabalhamos para te oferecer uma experiência digital segura. Um banco em que podes gerir o teu dinheiro tranquilamente. No entanto, necessitamos da tua ajuda para o conseguir. Não tornes a vida dos cibercriminosos mais fácil.

 

Vamos trabalhar juntos no combate à fraude.

 

WiZink. Um banco. Infinitas possibilidades.