Como gerir os gastos do teu cartão de crédito WiZink?

Utilizar um cartão de crédito é simples: afinal, é um produto concebido para tornar a nossa vida financeira mais fácil.
Permite-nos ter um crédito adaptado às nossas necessidades e, em troca, só temos de o pagar em cómodas mensalidades, de acordo com o nosso orçamento.


No entanto, o poder traz responsabilidades: ter um cartão de crédito significa aprender a gerir os gastos que fazes com ele, para que a tua dívida esteja sempre sob controlo.
Felizmente, isto também não é difícil! Se quiseres aprender a controlar as despesas do teu cartão de crédito, continua a ler.
Vamos dar-te algumas dicas práticas para que possas gerir as tuas finanças pessoais, pagamentos e dívidas da forma mais fácil.
Preparado(a) para evitar complicações?

5 Dicas para ter em dia as despesas com o cartão de crédito

Como posso controlar os gastos do meu cartão de crédito?
O primeiro passo para controlar as tuas despesas é monitorizá-las de perto e frequentemente. Quando souberes o que estás a gastar, onde o estás a gastar e quando gastas, poderás analisar a tua situação e encontrar as soluções que melhor funcionam para ti.

Para verificar as despesas do teu cartão de crédito, tudo o que tens de fazer é aceder à App WiZink ou WiZink Online (em wizink.pt/Login). Podes fazê-lo onde e quando quiseres! Também recebes um extrato mensal detalhado, no qual podes ver e analisar toda a informação que precisas. O mais fácil é consultá-lo em formato digital - se ainda recebes o teu em papel, podes mudar para digital no WiZink Online.

Tem atenção ao limite de crédito (isto é o valor máximo de crédito que te foi concedido), ao Saldo utilizado e ao Saldo disponível (esta é a parte do limite de crédito que permanece disponível para que possas usar).

Escolhe a melhor opção de pagamento para ti
Os cartões de crédito WiZink adaptam-se a ti, contudo necessitas de compreender bem as tuas necessidades. Analisa o teu extrato e tenta perceber se a opção de pagamento que selecionaste é, de facto, a melhor para ti. Aqui estão dois factores a ter em conta, o tempo de reembolso e o pagamento de juros.

Tem em conta a duração da amortização
A forma de pagamento deve ser escolhida tendo em conta as tuas circunstâncias financeiras e pessoais, mas também a dívida do cartão de crédito. Se, por exemplo, escolheste pagar uma percentagem do valor em dívida, com um pequeno montante de reembolso mensal (5%, por exemplo) e a tua dívida for grande (2000 euros, por exemplo), demorarás mais tempo a pagá-la. Se puderes, será mais útil aumentar o montante a pagar, podes alterá-lo, em cada mês, consoante a tua disponibildade, e podes fazê-lo de forma simples na App WiZink ou no WiZink Online.
 
E não te esqueças do pagamento dos juros
Os juros que tens a pagar também são influenciados pela opção de pagamento que escolhes - esta é uma boa notícia, pois significa que podes geri-lo da forma que te for mais conveniente. Usando o exemplo anterior, é fácil entender que o pagamento de uma dívida elevada, através de pequenos montantes mensais e um longo período de amortização, origina mais juros do que se, para a mesma dívida, os pagamentos mensais forem mais elevados.

Nestas situações, se puderes, é mais vantajoso ajustar a opção de pagamento, aumentando o valor mensal a pagar para que não pagues muitos juros. Por outras palavras, e mantendo o exemplo já dado, quanto mais alto for o Valor a pagar, em cada mês, menos juros terás que pagar.

Felizmente, podes mudar a forma como pagas o teu cartão WiZink todos os meses, facilmente e sempre que quiseres, como já te indicámos, na App WiZink (MAIS > Opção de pagamento) ou no WiZink Online (GESTÃO DE PAGAMENTOS > Opção de pagamento).

Não te esqueças de verificar as despesas do teu cartão de crédito e rever, frequentemente, a opção de pagamento, para assegurares um equilíbrio entre o teu orçamento mensal e o tempo necessário para pagares a tua dívida e conseguires uma gestão mais eficiente do teu dinheiro.
 
Controla os teus gastos
Se leste até aqui, já tens conhecimentos necessários para controlar os gastos do teu cartão de crédito. Mas um pouco mais de organização, pode vir a calhar.

Que tal criar um orçamento mensal que te permita prever e organizar as tuas despesas com antecedência, e geri-las melhor ao longo de todo o mês? Começa por definir os teus gastos fixos e variáveis, e estabelecer o montante que desejas gastar em cada área (alimentação, casa, viagens, etc.).

Outra opção útil é utilizar uma aplicação para ajudar a controlar as despesas do cartão de crédito, como por exemplo a App WiZink, onde podes consultar toda a informação e gerir a tua conta de uma forma prática e fácil. Ou ir mais longe e usar a App Unido, uma App do banco WiZink, que disponibiliza o serviço de informação sobre contas e cartões. Nela podes agregar o cartão de crédito WiZink e outros cartões e contas bancárias dos vários bancos com que trabalhas. De forma simples e gratuita o Unido ajuda-te a gerir o teu dinheiro, controlando melhor os gastos e objetivos de poupança. Queres ver como? Descobre tudo em www.unido.pt.

Agora já sabes, se conseguiste poupar no orçamento mensal, pode ser uma boa ideia aumentar os pagamentos do cartão de crédito, isto permitirá pagar menos juros.

Não te esqueças de guardar este artigo para que possas consultá-lo sempre que precisares.
E se tiveres alguma dúvida, fala connosco, estamos aqui para te facilitar a vida!